Copa do Brasil, 2005: o dia em que o Cianorte de Caio Júnior goleou o Corinthians

cianorte 3x0 corinthians copa do brasil de 2005

(Crédito: blog Maringá, Maringá)

O fundo de investimentos MSI firmou parceria com o Corinthians no segundo semestre de 2004, causando expectativa e repercussão. Jogadores renomados começaram a pintar no Parque São Jorge e, no ano seguinte, Daniel Passarella assumiu o comando da equipe da qual muito se esperava. Mas, logo na sua estreia, o ex-capitão da Argentina campeã mundial de 1978 tomou uma ducha de água fria. Cortesia do Cianorte, dirigido por um técnico em início de carreira: Caio Júnior. Continuar lendo

Beatles fora dos Beatles => Thrillington (Percy “Thrills” Thrillington, 1977)

thrillington paul mccartney 1977O Paul McCartney de 1971 foi um cara decidido. Decidido a romper a parceria legal dos recém-separados Beatles, para enfim se livrar do empresário da banda, Allen Klein, do qual desconfiava havia anos. Decidido a gravar um segundo álbum solo de verdade, super produzido, que calasse os críticos que malharam a aspereza do antecessor, McCartney (1970). Decidido a dar um novo passo, agora mais ousado, na seara da música orquestral: gravar um disco inteiro neste formato. Continuar lendo

Grandes álbuns da humanidade brasileira => Rock Sensacional (Bolão e Seus Rockettes, 1958)

bolão e seus rockettes rock sensacional 1958O rock and roll surgiu no Brasil de modo semelhante ao ocorrido nos EUA, berço da revolução cultural propiciada pelo inédito poder aquisitivo gozado pelos jovens do pós-guerra. As primeiras canções do gênero lançadas aqui, em compacto, a partir de meados da década de 1950, basicamente reliam o que pintava na América do Norte. Fenômeno comum ao ocorrido, adiante, nos discos cheios que vieram a ser produzidos em território nacional.

Uma das atrações que melhor sintetizaram esta mudança estético-social, no Brasil, foi Bolão e Seus Rockettes. Capitaneado pelo saxofonista paulistano Isidoro (Osidoro, dependendo da fonte) Longano, popularmente conhecido por Bolão, o grupo cristalizou-se no intermédio entre a simplificação do jazz e a ênfase que as formações enxutas do rock, empregando guitarras cada vez mais chamativas, davam ao ritmo. Os metais ainda estavam lá, como atesta o sax proeminente de Bolão, mas a energia sonora dialogava com o frenesi e sensualidade dos refrões, ganchos e licks diretos da nova música que deixava as big bands para trás. Continuar lendo

Meu Atletiba marcante => Nivaldo Carneiro

nivaldo carneiro

Card de álbum de figurinhas dos anos 1980 (Crédito: ogol.com.br)

Em 27 de novembro de 1985, o Couto Pereira deveria ser palco de uma grande festa. No dia 10 daquele mês, o Athletico havia conquistado o título paranaense de forma antecipada, vencendo ambos os turnos. Fato que deixou a imprensa local em polvorosa, clamando pela realização de um Atletiba consagratório, de entrega de faixas, já que, na madrugada de 31 de julho a 1º de agosto daquele mesmo ano, o Coritiba sagrara-se campeão brasileiro.

Mas o que foi planejado como uma grande festa, no fim das contas, não acabou sendo nem uma coisa nem outra. Nada grande. Tampouco festa. Continuar lendo

1001 grandes álbuns desse mundão (parte 36)

a procura da batida perfeita - marcelo d2 2003Fevereiro de 2020 está aí na nossa área, correndo solto mais uma semana, mui livre e levre, trazendo consigo a parte 36 dos 1001 grandes álbuns desse mundão.

Esta parte, especificamente, é uma das mais interessantes que compartilho, porque tem vários nomes que ainda não haviam pintado na empreitada, até agora. Sem falar no caráter multifacetado do próprio segmento, que agrega valores do soul, do fusion, do rock setentista, do blues-rock, do jazz, brasilidades distintas, thrash, americana, enfim. Se eu fosse ficar citando todos os gêneros e sub-gêneros, provavelmente ia ficar mais uns bons minutos montando este parágrafo – que já está grande assim, do jeito que terminá-lo-ei. Continuar lendo

Seletiva para a Libertadores, 1999: Athletico fatura o título e garante vaga à primeira Liberta de sua história

athletico seletiva para a libertadores 1999

Formação campeã, contra o Cruzeiro. Boa parte deste esquadrão conquistaria o Brasileirão, dois anos mais tarde, também fora de casa (Fonte: https://edicaodoscampeoes.blogspot.com/)

Ao cabo do primeiro turno do Campeonato Brasileiro de 1999, no mês de novembro, a CBF botou em prática a Seletiva para a Libertadores. O torneio sul-americano sofreria uma expansão a partir de 2000 e o Brasil, detentor até ali de duas vagas fixas, passaria a ter mais duas na edição seguinte – sem contar a já faturada pelo campeão continental, Palmeiras. Dono da Copa do Brasil, o Juventude abocanhou uma; outras duas iriam aos futuros finalistas do Brasileirão (Corinthians e Atlético-MG); e a última vaga? Esta seria do vencedor da Seletiva: o Athletico. Continuar lendo

Beatles fora dos Beatles => Unfinished Music No. 1: Two Virgins (John Lennon e Yoko Ono, 1968)

john lennon yoko ono two virginsComeça hoje aqui no blog uma nova série: Beatles fora dos Beatles. Como o nome sugere, o quadro vai consistir de resenhas de obras dos fab four longe da seara da banda. Lançamentos solo, projetos paralelos, outros grupos, vale qualquer projeto nos quais John, Paul, George e Ringo tenham criado algo além-Beatles.

O disco escolhido para começar os trabalhos configura, provavelmente, a mais polêmica publicação fonográfica de um dos rapazes de Liverpool. Um disco que chocou críticos e fãs quando saiu, em 1968, e ainda choca, mesmo perante os padrões mais permissivos do século XXI. Continuar lendo

9 músicas essenciais pra se ouvir na vida => Guilherme Mattar

Curitiba Mais Cultura 1

(Foto: frame de vídeo – programa Curitiba Mais Cultura, 2018)

Passado um longo inverno, retomo neste belo dia de verão – sem nuvens no duvidoso céu azul curitibano – o quadro das 9 músicas essenciais pra se ouvir na vida.

Por ser uma recapitulação, optei por algo diferente. Não chamei ninguém para participar e elencar suas preferências. Não, não. Viajei eu mesmo às entranhas da minha própria alma e, desta feita, resumi minha experiência de vida musical. Continuar lendo

Campeonato Brasileiro de 1979: Coritiba chega às semifinais do Brasileirão pela primeira vez

album de figurinhas do coritiba 1979

Álbum de figurinhas do Brasileirão de 1979, com alguns atletas do setor defensivo coxa-branca (Crédito: blog Tua Camisa Alviderde).

Os times montados pelo Coritiba entre 1971 e 1973 apresentaram o melhor futebol da história do clube – em especial o de 1973, tricampeão estadual e do Torneio do Povo, auge da Era de Ouro coxa-branca. Mas, em se tratando de Campeonato Brasileiro, o mais alto grau atingido àqueles tempos foi o quinto lugar de 1972. A tarefa de ir além e beliscar uma vaga na Copa Libertadores ficaria com a formação de 1979: a primeira do Verdão a terminar um Brasileirão entre os quatro melhores. Continuar lendo

As 10 melhores músicas desconhecidas do Nirvana

nirvana circa 1993_getty images

(Crédito: Charles J. Peterson/The LIFE Images Collection/Getty Images)

A vida útil da banda mais famosa da cena grunge de Washigton (EUA) foi pequena. O intervalo separando a primeira e a última sessões de estúdio do Nirvana mal chega a seis anos. Tempo suficiente para que mudassem a história da música pop como a conhecemos.

Em homenagem à influência que o projeto liderado por Kurt Cobain exerce até hoje, segue abaixo uma dezena de canções interessantes, porém ocultadas pelo sucesso das Smells Like Teen Spirit‘s, Come as You Are‘s e Polly‘s da vida, compostas e gravadas de alguma forma pelo grupo. Continuar lendo