De Stijl (2000): The White Stripes sedimenta os pilares de seu som

the white stripes the stijl 2000Quando as coisas começam a ficar complexas demais, a saída é encontrar os elementos principais e basear-se na simplicidade estética. Com palavras mais ou menos assim, The White Stripes abria o texto do encarte interno de De Stijl, segundo álbum de estúdio da dupla, e um de seus melhores, lançado pelo selo independente Sympathy for the Record Industry em 2000. Continuar lendo

Campeonato Paranaense de 1949: Campanha avassaladora origina o apelido “Furacão” associado ao Athletico

athletico 5x1 coritiba campeonato paranaense 1949_site oficial athletico

Foto doada por Rui ao Rubro-Negro. Segundo o atacante, esta foi a formação que goleou o Coritiba por 5×1, no Belfort Duarte, em 7 de agosto. Em pé, da esquerda para a direita: Valdir, Nilo, Wilson, Waldomiro, Laio e Sanguinetti. Agachados: Viana, Rui, Neno, Jackson e Cireno.

Onze vitórias nas primeiras 11 partidas, marcando pelo menos quatro gols em 10 delas. Numa jornada avassaladora, o Athletico conquistou o Campeonato Paranaense de 1949 e, de quebra, ganhou uma apelido por toda a vida, perpetuado pelos jornais e torcedores da época: Furacão. Continuar lendo

Copa do Mundo de 1999: Jogando em casa, EUA batem a China de Sun Wen nos pênaltis e conquistam o segundo título mundial

brandi chastain_eua china final copa do mundo 1999_foto robert beck_sports ilustrated_getty images

Brandi Chastain extravaza ao converter o pênalti que deu às Stars and Stripes a segunda taça mundial, no lotado Rose Bowl. Alguns consideraram seu ato de tirar a camisa e ficar só de top um desrespeito, enquanto muitos, até hoje, perguntam à lateral o paradeiro da peça preta revelada na comemoração. (Foto: Robert Beck/Sports Illustrated/Getty Images).

A Copa do Mundo de 1999 representou um divisor de águas na seara do futebol feminino. Disputada em grandes estádios, com grandes públicos e num país vencedor na modalidade, os Estados Unidos, a terceira edição do certame aumentou de 12 para 16 o número de participantes e propiciou um largo salto rumo a dias melhores no quesito visibilidade.

Campeã em 1991 e medalha de ouro na primeira Olimpíada a incluir o futebol feminino (Atlanta, 1996), a seleção norte-americana da estrela Mia Hamm confirmou sua força e garantiu o segundo título mundial perante os ávidos olhos de seus torcedores. Continuar lendo

Grandes álbuns da humanidade brasileira: Amor Louco (Fellini, 1990)

amor louco fellini 1990O mergulho do Fellini no pós-punk foi muito mais profundo do que o realizado por outras bandas dos anos 1980. Quando um grupo desta densidade propõe-se a arejar referências, o resultado pode ficar bastante particular. E interessante. (Pois ficou mesmo). Continuar lendo

Campeonato Sul-Americano de 1916: Uruguai fatura o título na Argentina e torna-se o primeiro campeão do continente

uruguai sul-americano 1916

Onze uruguaio antes da contenda final, da esquerda para a direita, em pé: Somma, Benincasa, Piendibene, Saporiti, Foglino e Varela. Abaixados: Delgado, Zibechi, Marán, Gradín e Tognola (Foto: Reprodução).

A história da Copa América, torneio entre seleções mais antigo dentre os ainda vigentes, começou em 1916, quando houve a primeira edição do então chamado Campeonato Sul-Americano. A disputa envolveu quatro quadros: a anfitriã Argentina, Uruguai, Brasil e Chile. E o título ficou com a invicta Celeste. Continuar lendo

Campeonato Brasileiro de 1985: Coritiba recupera-se de primeiro turno difícil e ascende rumo ao título do Brasileirão

coritiba final campeonato brasileiro 1985_foto rodolpho machado_abril

Formação coxa-branca com a camisa jogadeira, na final do Brasileirão, da esquerda para a direita: Gomes, Heraldo, Almir, Rafael, André e Dida (em pé). Lela, Marildo, Índio, Toby e Édson (agachados). [Foto: Rodolpho Machado/Abril].

O Coritiba viveu intensas emoções no Campeonato Brasileiro de 1985. Depois de terminar o turno da primeira fase em antepenúltimo em sua chave, a equipe ganhou força no returno, embalando rumo à inédita conquista da Taça de Ouro. Continuar lendo

Grandes álbuns da humanidade brasileira: Sabonetes (Sabonetes, 2010)

sabonetes sabonetes 2010Em 2010, o Sabonetes lançou de maneira independente seu auto-intitulado álbum de estreia. Um trabalho repleto de arranjos calibrados no indie, que tanto influenciou a década anterior, e músicas construídas com uma inegável estrutura pop, de muito refrão e produção caprichada de Tomás Magno. Continuar lendo

Los Angeles, 1984: Geração de Prata leva o Brasil à inédita final no vôlei olímpico masculino

volei-brasil-eua-1984-anibalphilot-agenciaoglobo

Rede brasileira tenta parar o ataque dos EUA na decisão do ouro (Foto: Anibal Philot / Agência O Globo).

Até os Jogos Olímpicos de Los Angeles, 1984, o vôlei masculino do Brasil nunca havia chego à fase semifinal. A melhor campanha, até então, era o quinto lugar de Moscou, no ciclo anterior. Nos Estados Unidos, tudo mudou: impulsionada pelo poder do saque viagem, a Seleção Brasileira foi além, credenciando-se à disputa de sua primeira final olímpica na história. Continuar lendo