Contos e afins => Conexão alimentícia

conexão alimentíciaJuquinha estava faminto de curiosidade. Saíra da aula de biologia cheio de partes do corpo na cabeça. Competitivo que só, não acreditava no movimento retilíneo uniforme da máquina humana. Algum membro deveria superar o outro. Mas qual?

Elencou um chaveamento – tempos de Copa, sacumé – e reduziu a procura a quatro elementos: cabeça, mão, pé e barriga.

Uma peregrinação involuntária talvez fosse solução. Resolveu perguntar à família quem levantaria a taça do Campeonato Corporal. O pai foi enfático:

– A cabeça, piá, a cabeça! Freud, Jung, Engels, Marx… Você anda, fala, abre e fecha o olho. E tudo por causa do que? Da cabeça.

 

A saga continuou com a irritadiça prima mais velha, que apareceu de visita:

– Que pergunta ridícula é essa! Tá rodando em mesa de bar? – fechou violentamente a porta, quase espremendo os dedos do guri. Dada a força da cidadã, deduziu que ela fazia campanha pelo elemento manual.

 

Hora da mãe, pra arrematar. Pegou-a no telefone e preferiu só bizoiar:

– O que eu quero eu não tenho. O que eu não tenho eu quero ter…

 

Da matriarca, constatou: em espanto, ela levantava o pé. No riso, girava-o. E, enquanto esperava pra intervir no plá com a vizinha, cutucava o dedinho. Logicamente, uma sagaz atuante da arte do membro inferior.

No café da manhã do dia seguinte, foi indagado sobre o elixir da constituição física. Parou, pensou e mandou bala:

– É a barriga, pai.

– Por quê? Acho que isso não tem nada a ver…

– Se você não come, você morre.

– Se não respirar também, ué.

– Mas você respira sem pensar. A barriga te MANDA comer.

 

O progenitor bufou, enquanto os tambores da selva já começavam a rufar. Cogitou retrucar a prole, fez um auto-exílio e limitou-se a comer mais um pãozinho.

Na escola, Juquinha negou o ronco do estômago e não saiu ao recreio. Revelou à professora que está louco pra saber se alimento pra cabeça realmente nunca vai matar a fome de ninguém.

Anúncios

Uma resposta em “Contos e afins => Conexão alimentícia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s