Paraná Clube, anos 90 => Quando os deuses da bola caminhavam sobre a Vila Capanema

paranitoAs constantes lutas do Paraná Clube pra fugir do rebaixamento à Série C costumam desanimar a torcida nos dias de hoje. Mas nem sempre foi assim. Houve um tempo em que o Tricolor prendia e soltava no futebol estadual, figurando bem na elite tupiniquim enquanto Coritiba e Atlético-PR pagavam os pecados.

Relembrando esta lendária época, o It’s Not Only Rock voltou à década de 1990 – quando os deuses caminhavam sobre a Vila Capanema, trajando vermelho, azul e branco.

Ganhando terreno na Primeirona

paranito3Nascido da fusão entre Pinheiros e Colorado, no final de 1989, o Paranito precisou de quatro anos pra alçar voo da Terceirona à 1ª divisão. O acesso mor veio num triunfo por 1×0, em Salvador, diante do Vitória. Resultado que deu ao time o título da Série B de 1992.

O momento dos rivais era tenebroso, facilitando ao caçulinha do Trio de Ferro tomar o trono regional. Enquanto Coxa e Furacão lutavam nos pântanos do descenso, o Tricolor permaneceu entre 1994 e 1995 como único representante do Estado na Série A.

Mais adiante, em 1997, chegou a liderar o Brasileirão por 11 rodadas (quatro de maneira isolada), até perder fôlego a partir da 13ª peleja do certame.

“Pojeto” na Vila

paranito2A engrenagem funcionava tão bem que seduziu um condutor de renome: Vanderlei Luxemburgo. Isso mesmo. O “pofexô”, recém saído do Flamengo, desembarcou em Curitiba pra disputa do Nacional de 95.

Credenciado pelas conquistas frente ao Palmeiras, Luxa foi o treinador mais bem pago do País enquanto frequentou o Paranito. À época, recebia R$ 40 mil de salário, além de R$ 45 mil mensais de multa pela rescisão do contrato com o Mengão, conforme reportagem do Globo Esporte.

A passagem foi curta. Em 15 partidas, Vanderlei obteve 6 vitórias, 5 empates e 4 derrotas (aproveitamento de 51,1%). Antes mesmo de o Campeonato Brasileiro acabar, largou o barco e retornou ao Palestra Itália.

Pentacampeonato estadual

paranito4Nada de livre comércio. Entre 1991 e 1997, o Tricolor só não levou título paranaense em 1992, quando um intrometido Londrina ousou ameaçar seu monopólio – no que foi punido com dois vices consecutivos, nas temporadas seguintes.

Nem mesmo a chegada de Alex aos profissionais do Coritiba e a infernal dupla ofensiva Oséas/Paulo Rink no Atlético-PR foram páreo. Em 97, ao bater o União Bandeirante por 3×0, na última rodada do octogonal final, o clube sagrou-se pentacampeão estadual.

Somente em 1999, dez anos após a fundação, é que os paranistas foram perder sua primeira decisão (contra o Coxa).

Copa do Brasil

paranito6O time viveu grandes momentos no mata-mata nacional, também. Em 95, alcançou inédita quarta de final de Copa do Brasil, deixando o Internacional pra trás nas oitavas – com direito a vitória por 1×0 no Beira-Rio e tudo. A caminhada só foi interrompida pelo Corinthians, futuro campeão.

Em 96, coube ao Palmeiras ser o algoz, também nas quartas. Antes de cair fora, porém, o Paranito quase matou o torcedor do coração, na etapa anterior. Isso porque bateu o Botafogo nos pênaltis, após dois empates por 0x0.

Em 1998, o roteiro se repetiu. Depois de iniciar a competição despachando o Fluminense, e deixando o Atlético-MG pra trás nas oitavas, o Paraná sucumbiu ao Santos na fase seguinte. Mas o que ficou marcado, mesmo, foi o resultado diante do Flu. A classificação se deu em jogo único e com gol no último minuto, num Maracanã completamente encharcado (confira aqui).

Anúncios

Uma resposta em “Paraná Clube, anos 90 => Quando os deuses da bola caminhavam sobre a Vila Capanema

  1. Pingback: O dia em que o Paraná eliminou o Fluminense da Copa do Brasil – em jogo único | It's not only Rock

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s