Contos e afins => Karma

karma

(Crédito: apometriauniversalista.blogspot.com.br)

Sequestraram o meu karma
Bem na hora do acerto
Metrificaram o aperto
Do cinto do destino

O assaltante avisou
Podemos negociar
Basta o senhor pagar
Num minuto dobra o sino

Vasculhei cada gaveta
Bolso bolso bolso e nada
Só me faltava alma penada
Virar por conta de pente fino

Semana atrás, melhor explico
Certo fisco me mordeu
Num prato frio serviu e comeu
Cada centavo e cada pino

Por favor abaixa a arma
Supliquei joelho ao chão
O meliante hesitou, mostrando emoção
Dúvida que lhe tirou o tino

A esperança voltou
Poderia eu ter salvação
Limbo nana, nina não
Passou a ser meu hino

Então a nossa treta
Chegou ao ato final
Sem resgate o chacal
Fez o que achou digno

Aqui temos histórico
Pendura não se faz
Executado uma vez mais
Regressei à Terra clandestino

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s