O grande álbum que os Beatles deixaram de lançar

Beatles70Acredite se quiser: a discografia dos Beatles poderia ser ainda mais rica. Isso porque boa parte do material solo de John, George, Paul e Ringo foi composto visando inicialmente o catálogo da banda.

Lembrando também das faixas que os fab four compuseram e nunca lançaram (ou deram a outros artistas), tomei a liberdade de montar um álbum fictício. O formato clássico dos discos deles – com uma canção cantada pelo Ringuera – foi devidamente preservado.

O resultado? Confira:

TRACKLIST

  1. Ain’t She Sweet => Cover inspirado nas versões de Gene Vincent e Duffy Power. Gravado em Hamburgo, 1961, ainda com Pete Best na bateria, quando os caras serviam de apoio a Tony Sheridan. John Lennon canta.
  2. Cry for a Shadow => Outra das antigas sessões de Hamburgo. Instrumental, de inusitada autoria Harrison/Lennon.
  3. If You’ve Got Trouble => Escrita por Lennon/McCartney, seria a faixa de Ringo Starr em Help!, mas os ingleses preferiram trocá-la por Act Naturally.
  4. Isn’t it a Pity => Talvez a mais famosa rejeição a uma composição de George Harrison. Rumores apontam descartes entre RevolverSgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band Let it Be. Conforme bootleg de 1969, o arranjo elementar girava em torno do violão.
  5. Junk => Cria de Paul McCartney nos tempos de retiro indiano (1968). Considerada tanto no White Album quanto em Abbey Road.
  6. Look at Me => Balada de John, também da Índia. Figurou no hall de possibilidades do White Album.
  7. Not Guilty => Exclusão de última hora do White Album. Os guris tentaram vários takes antes de desistir desta filhinha de George.
  8. Gimme Some Truth => Testada em Let it Be. Embora inacabada na época, John já havia posto bons elementos da leitura definitiva.
  9. Another Day => Apresentada ao grupo por Paul em Let it Be, então centrada no piano.
  10. Sour Milk Sea => Demo do White Album dada a Jackie Lomax, que a lançou como single em 1968. Single este penado e produzido por George, bastante fiel à concepção original – não por acaso, já que, tirando John, todos os Beatles aparecem na gravação.
  11. Come and Get It => Paul madrugou numa sessão de Abbey Road, e a fez como passatempo. Tocou tudo. Presenteou-a adelante ao Badfinger, instruindo os cidadãos a performar exatamente como ele na gravina preliminar.
  12. Cold Turkey => Da reta final de Abbey Road. John a vislumbrava como single fab, ao contrário de Paul, não tão entusiasmado assim. Em setembro de 1969, Lennon a debutou ao vivo com a Plastic Ono Band, em Toronto. No show, a melodia soa mais pop do que o viés consagrado, distribuído ao mundo um mês depois.
Anúncios

3 respostas em “O grande álbum que os Beatles deixaram de lançar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s