O curioso fanatismo de Pablo Escobar por Roberto Carlos

roberto carlos escobarIsso mesmo. O barão do narcotráfico colombiano curtia ficar de boa em sua Hacienda Nápoles, ouvindo Robertão numa jukebox alimentada só com discos do cantor.

Gostava tanto que, conforme reportagem da Folha de São Paulo, patrocinou dois shows de Roberto Carlos em Medellín, 1988.

Nosso rei nunca se pronunciou sobre, embora a família do Patrón confirme o fato.

A relação com o nome de Pablo Escobar, aliás, é algo o qual o líder da Jovem Guarda tenta evitar. Recentemente, tornou-se público o veto do capixaba ao uso de sua obra na primeira temporada da série Narcos, do Netflix, que narra as peripécias do traficante.

Sobre o embargo

O diretor do programa (José Padilha) e produção entraram em contato com RC e lhe enviaram seis sugestões de canções, incluindo Emoções Detalhes, pra que o rapazinho cedesse uma. Roberto declinou e alegou, via assessoria de imprensa, que “o conteúdo da série era conflitante com a imagem dele”.

Originalmente, a ideia era utilizar a faixa em cena onde Escobar dançaria com a esposa, antes de ser preso.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s