Contos e afins => Tiro livre indireto da preguiça

Fazia tempo que não tentava nada
Pensando sempre em coisa alguma
Veio a hora cobrar prumo
Resultou nesse trem sem rima

Configurei então a redenção
Na estrofe dois
Deixei pra depois
A dita procrastinação

Viu só que beleza?
À bê, bê há
Mas ah, quer saber duma coisa?

Desisto
Vou é deitar

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s