Happiness Is a Warm Gun => A contribuição mais inusitada de George Martin aos Beatles

Photo of George Martin 2O dedo de George Martin nos Beatles ia além da mesa de som. Quando os pupilos pediam ajuda, o mancebo arregaçava as mangas, bolava arranjos intrincados, tocava e até fazia outras coisas.

Em 1968, por exemplo, John Lennon aproveitou outro viés do produtor, o prosaico, pra compor uma preciosidade do White Album.

À época, o consorte da Yoko vinha experimentando na criação. Pegava frases soltas mundo afora, de quaisquer fontes, e escrevia músicas sobre elas. Good Morning, Good Morning e Being For the Benefit of Mr. Kite!, coleguinhas de Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band (1967), nasceram exatamente assim, baseadas em publicidades.

Ok.

George Martin certa vez abordou Lennon e mostrou uma revista de armas e munições. Na capa, os dizeres “Happiness is a Warm Gun”, equiparando “felicidade” a uma arma recém-disparada. John adorou o conceito polêmico, inspirando-se nele pra parir a famosa canção homônima.

Lembrada com carinho por Paul McCartney e George HarrisonHappiness é considerada um dos últimos brilhos coletivos do fab four. Isso porque, ao contrário do álbum branco em geral, feito separadamente pelos compositores, na suite rolou intensa colaboração pra amarrar a melodia e dar conta das mudanças de tempo.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s