Contos e afins => Curto e grosso

curto e grosso

(Foto: curtoegrosso.net)

“Todo dia chego morto em casa. Dou tão duro, mas tão duro que, mesmo com o estômago gritando, rola ânimo nem pra levantar o garfo.

Que dirá abrir a boca…

Às vezes fico pensando: será que é pedir demais uma folguinha que seja?”

– Sim.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s