Draftado pelos Nets em 1984, Oscar Schmidt disse não à NBA pra seguir na Seleção Brasileira

oscar schmidtHouve um tempo, diletos, em que atletas do maior basquete do mundo não podiam disputar Jogos Olímpicos. Regra que vigorava quando Oscar Schmidt participou do draft da NBA, em 1984. E que influenciou a mais crucial decisão da carreira do guri.

Numa seleção que incluiu feras do quilate de Michael Jordan, Hakeem Olajuwon, Charles Barkley e John Stockton, o Mão Santa acabou escolhido pelo New Jersey Nets na 6ª rodada (144º no geral). Mas num quis conversa.

Oscar preferiu continuar defendendo a Seleção Brasileira em competições internacionais, se mantendo “amador” – status que contratos no Brasa e na Europa não alteravam, ao contrário das franquias americanas, que caracterizavam profissionalismo.

Novas propostas lhe foram feitas depois, todas recusadas. Quando a norma mudou (1989) e os profissas ganharam passe livre à Olimpíada de 1992, o rapaz já tinha certa estrada pra NBA – 34 anos de idade.

De qualquer maneira, a negativa do mancebo contribuiu pra engrandecer sua imagem como ídolo nacional. E, também, como lenda da bola laranja, membro do Hall da Fama e reverenciado desde Larry Bird a Kobe Bryant.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s