Contos e afins => História sem graça

historia-sem-gracaSeis da manhã. Acordo, passo um café sem abrir o olho. Tomo.

Amontoado de papeis na soleira da porta. O jornal chegou mais cedo que de costume.

Abaixo, olho a primeira manchete: “Time X vence Y e assume a ponta do Campeonato Brasileiro de Z”. Respiro aliviado. Sou X de coração.

Me sinto animado. Ligo a TV e esparramo a coluna doída no sofá da sala iluminada. Claridade culpa, é claro, da janela que deixa passar um imponente raio de vida lá de fora pr’aqui dentro.

Entrepassando canais, encontro arqui-inimigos participando do programa preferido. Resolvo que o mundo precisa saber minha opinião e posto raivosas séries de tweets bombásticos sobre eles. O mais cruel com gif, pra bombar de view.

Pipocam notificações do fã clube dos odiados, munidas de frases de efeito daquelas. Percebo a morte cibernética próxima. Toda a rede contra mim.

Mas nem chegamos às sete, ainda dá pra consertar.

Apago minha conta. Crio um fake em seguida. Segurança, sabe?

Bate soninho. Volto pra cama no anonimato.

Apoiando a gadeia no travesseiro, penso numa ótima comparação anatômica entre meus nêmeses e os cágados. Sorrio e re-agarro o notebook. No portal favorito, novamente a vitória do Xizinho enaltecida.

E dá-lhe twitter. Veneno pelos dedos.

Belo sábado, este (:

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s