Grandes álbuns da humanidade brasileira => Do Desespero Eu Fiz a Paciência (Farol Cego, 2016)

farol-cego-albumRespeitável público, eis o melhor disco paranaense de 2016.

Fosse uma prova, Do Desespero Eu Fiz a Paciência certamente seria das de pendurar na porta da geladeira, pra todo mundo ver o notão tirado pela Farol Cego.

Não é exagero não. A já madura banda curitibana vai ainda mais longe na sua típica melancolia lírica, a expressando de forma arrebatadora por quase meia hora, metendo emoção de sobra nos versos e melodias.

E o que falar do instrumental fluido, protagonista da coisitcha lançada pelo Coletivo Atlas?

“Primoroso”, talvez?

Ná… É mais que isso.

Várias canções têm longos trechos sonoros, construídos com rara beleza. Você vai ouvindo, ouvindo e, sem nem sentir, a faixa vai e passa dos 7 minutos (caso de Coda e Alpinista, quase também verificado em Pâro), te envolvendo por completo num clima profundo.

Nem tento engendrar o trabalho da rapaziada n’algum gênero, porque o negócio percorre tantas áreas munidas à cama de guitarra, baixo, bateria e feeling… Então digo apenas que o bagulhets gravado no Schirmer Studios é, pura, concisa e simplesmente:

Porreta.

TRACKLIST:

  1. 7:29
  2. Coda
  3. Pâro
  4. Nordlys
  5. Alpinista
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s