Contos e afins => Não sei o que cê tanto viu em mim

não sei o que cê tanto viu em mim

(Foto: IGN.com)

Não sei o que cê tanto viu em mim
Não sei o que cê tanto viu em mim

Não tenho onde cair morto
Passo fome a direito e torto

Me diz o que cê tanto viu em mim

Seria aquela mancha no meu brim?
Ou o bafo de cachaça desde onde vim?

Não tenho onde cair morto
Passo fome a direito e torto

Me diz o que cê tanto viu em mim

Minha situação
Dá mais raiva que o meu cão

Me diz o que cê tanto viu em mim

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s