Farofeiro => Cactos solta clássico das antigas, com José Maltaca cantando e tudo

farofeeeeeeeeeeiroTocamos Farofeiro desde o primeiro show do Cactos. Desde o primeiro ensaio da banda. Desde antes da própria banda existir, aliás. Muito antes.

Foi em alguma tarde de 2007, se a memória não falha, que a música surgiu.

Era intervalo de aula, amigos reunidos jogando baralho no GECEL da UTFPR. Já se chamava UTFPR naquele tempo. Mas sempre será Cefet nos nossos corações.

Enfim. Estava eu tocando meu Di Giorgio laranja, cordas de nylon, herança paterna (tomada via usucapião, melhor dizendo), fazendo uns power chords sem maiores conseqüências… Quando, de repente, vejo o José Maltaca dando uma risadinha. Risadinha de quem acendeu a lâmpada das ideias mirabolantes.

Ele então pegou um bloquinho e rabiscou algumas coisas. Depois, me pediu pra repetir os acordes anteriores, uma vezinha mais. Atendido o pedido, versos começam a dominar, cantados com emoção, a salinha da jogatina:

Tava na praia, o mó solzão
Eu na areia, na farofa com pão

A mesma letra, a mesma melodia da Farofeiro futuramente performada nos palcos da vida.

Já com o Cactos formado, eu repensei os acordes, alterei algumas coisas no violão. Bolamos então a estrutura definitiva, tendo Joe entoando a primeira parte, mais suave, e eu assumindo no decorrer.

O grosso do caldo, porém, manteve-se qual planejado numa saudosa tarde adolescente. E agora pode ser devidamente conferido nas redes sociais (:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s