Grandes álbuns da humanidade brasileira => Ouça o que Eu Digo: Não Ouça Ninguém (Engenheiros do Hawaii, 1988)

ouça o que eu digo não ouça ninguém_engenheiros do hawaiiMuitos consideram Humberto Gessinger um poeta do nível de Renato Russo e Cazuza, em se tratando do pop rock brasileiro.

Pra quem endossa tal tese, uma obra dos Engenheiros do Hawaii serve particularmente de prova, unindo arte e senso crítico: Ouça o que Eu Digo: Não Ouça Ninguém.

O disco lançado em 1988 dialoga com seu cultuado antecessor, A Revolta dos Dândis, mantendo capa similar e letras existencialistas. Mas, ao contrário das partes 2 habituais, que desgastam a fórmula e pouco além oferecem, aqui o resultado supera o do prólogo.

Se nos Dândis as ideias apareciam tanto mais brutas, Ouça apresenta conceitos lirica e esteticamente melhor desenvolvidos, atingindo pontos não alcançados pelo trabalho anterior. Carlos Maltz tabela firme nas baquetas, e a guitarra de Augusto Licks, então? Só falta pagar nossas contas. O multi-instrumentista baila pelo estéreo, tocando ainda violão, teclado, piano e cantando no encerramento Variações Sobre um Mesmo Tema.

engenheiros do hawaii 1988UM CONVITE AO QUESTIONAMENTO

Talvez o grande trunfo do terceiro LP dos Engenheiros esteja em fazer o ouvinte pensar. Logo na abertura homônima, somos levados ao auto-exame: “Tantas pessoas / Paradas na esquina / Assistindo a cena: / Pele morena / Vendendo jornais / Vendendo muito mais / Do que queria vender”.

Além desta, há inúmeras outras referências tenazes nos escritos cantados de Humberto Gessinger, influenciado por Nietzche. O jogo de palavras esperto de Tribos e Tribunais, por exemplo. O mais contundente, porém, vem no fim da balada Somos Quem Podemos Ser. Que nos deixa realmente refletindo, com a pulga atrás da orelha:

“Quem ocupa o trono tem culpa
Quem oculta o crime também
Quem duvida da vida tem culpa
Quem evita a dúvida também tem”.

TRACKLIST

  1. Ouça o que Eu Digo: Não Ouça Ninguém
  2. Cidade em Chamas
  3. Somos Quem Podemos Ser
  4. Sob o Tapete
  5. Desde Quando?
  6. Nunca se Sabe
  7. A Verdade a Ver Navios
  8. Tribos e Tribunais
  9. Pra Entender
  10. Quem Diria?
  11. Variações Sobre um Mesmo Tema
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s