Águas especiais

Foi antes da comunidade Discografias do orkut. Aquele ponto entre infância e adolescência no qual se perde o saco de acompanhar os pais nas compras de mês, mas ainda não há voz suficiente pra evitar o supermercado. Tempo de compensar namorando dvd na pós-entrada do Condor Bom Retiro.

Ele era especial. Tinha um porco, um eclipse, arame farpado, uma silhueta feminina pedindo carona e provavelmente outros detalhes, não menos interessantes, que minha memória agora corta da contra-e-capa. Pai levou.

Ela era especial. Nunca tinha ouvido. Enorme aos meus padrões estritamente radiofônicos. Os caras até paravam, jogavam cartas no meio, esperando o tecladista dar a deixa-retorno. A letra de cortar na carne. O violão de pegar a alma pelo braço, chacoalhar e gritar: assim que é. Assim que a coisa funciona.

Foi na época de tocar. Aquele ponto reluzente do início, no qual a vontade de fazer supera o medo de falhar. Calos na polpa dos dedos da mão direita. Cheiro 15 anos de palheta na mão esquerda. Guitar Pro aberto no computador. Pausa e pausa e pausa, observa e observa e observa. A posição era diferente. Nunca tinha visto. Dissonante aos meus padrões estritamente arroz-feijônicos. O cara da banda de apoio percorria locais franzidos. O primeiro acorde dava. Do segundo adiante sabe Deus.

Amém, Guitar Pro. Um tom abaixo do convencional. Tagima Dallas afinado um tom abaixo do convencional. Cordas soltas lá. Cordas soltas também acá. Tela do PC sugerindo diferente do que o cara parece tocar. Ah, tudo bem. Soa par. Soa igual. A cada sequência zerada, arrepios no sensorial. Legal.

Vai ser daqui dois fins de semana. Aquele ponto entre crença e resignação no qual se urge por algo que nos resgate um pingo que pingue de fé. Ela talvez seja performada. Bem à vista. Tomara. Da tela da TV de tubo à realidade em pele, água e osso. Não mais no Bom Retiro onde tudo começou: no Alto da Glória, onde o tempo passou. Onde o braço tanto vibrou. Reclamou. A alma adultou. Às vezes titubeou. Porém nunca largou.

Especial.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s