Copa do Mundo, 1991 => Com uma “espada de três gumes” no ataque, EUA ficam com o título do primeiro mundial feminino da FIFA

eua copa do mundo 1991 triple-edged sword

(Foto: Tommy Cheng/AFP/Getty Images)

Seis décadas após a taça Jules Rimet começar a ser disputada, o direito ao concerto das nações enfim foi estendido pela FIFA à variante das mulheres. Sob olhares curiosos, que possuíam poucos parâmetros técnicos prévios, os EUA brindaram gramados da China com uma chuva de gols e conquistaram a Copa do Mundo de 1991 ostentando 100% de aproveitamento.

ARTILHARIA PESADA

As representantes do USWNT chegaram à Ásia sem badalação. Três anos antes, no Torneio Internacional de Futebol Feminino, ensaio ao mundial, a formação treinada pelo exigente Anson Dorrance venceu só uma de cinco partidas (a estreia), caindo nas quartas de final.

Mas havia uma diferença em relação ao evento-teste: Michelle Akers. Se em 1988 a centroavante sofrera uma concussão logo no primeiro jogo, uma vitória de 5×2 sobre o Japão, saindo do time por precaução médica, em 1991 ela estava tinindo de volta. Fomentando um poderoso trio de ataque junto às pontas Carin Jennings April Heinrichs, apelidado de triple-edged sword (“espada de três gumes”).

Última linha de um 4-3-3 audaz, a trinca marcaria 20 dos 25 tentos ianques em território chinês, ajudando o escrete a ter média superior a quatro gols por peleja. Na parte de trás a coisa também se mostrou sólida: apesar do susto no debute, quando viram a Suécia reduzir um tranquilo 3×0 a um incerto 3×2 na abertura da fase de grupos, as estadunidenses terminariam o certame sofrendo cinco gols em seis contendas (menor média da Copa).

eua copa do mundo futebol feminino 1991

Jogadoras, da esquerda pra direita: Joy Biefeld, Carla Werden, Debbie Belkin, Michelle Akers, Mary Harvey e April Heinrichs (em pé). Julie Foudy, Mia Hamm, Kristine Lilly, Shannon Higgins e Carin Jennings (agachadas). Foto: Tommy Cheng/AFP/Getty Images.

IMPOSIÇÃO NA HORA H

A etapa de chaveamento registrou impressionantes 5×0 no Brasil e placar clássico no Japão. Porém o auge da campanha, auge mesmo, aconteceu no mata-mata. Encarando o Taipé Chinês, o Team USA goleou por 7×0. Akers, inspiradíssima, marcou cinco, numa das atuações que lhe sedimentaram a condição de estrela da modalidade perante a opinião pública. Adiante, nas semi, um categórico 5×2 numa Alemanha que até então sofrera um único gol em todo o páreo ampliou a confiança do elenco. A taça vinha.

Quando a decisão chegou, nem mesmo a Noruega, campeã do Torneio Internacional, algoz das Stars and Stripes nas quartas de 88, foi capaz de pará-las. Assistidas por 63 mil pessoas, as americanas triunfaram por 2×1, erguendo, no dia 30 de novembro de 1991, a primeira Copa do Mundo na cidade de Guangzhou.

Carin Jennings foi eleita a melhor jogadora da competição, ficando com a bola de ouro da FIFA. A de prata coube a Michelle Akers que, artilheira do mundial com 10 gols, recebeu ainda a chuteira de ouro.

mia hamm 1991POSTERIDADE

Além do triple-edged sword, o conjunto de 91 incluía um futuro nome de peso: Mia Hamm.

Aos 19 anos, ela era a mais jovem do roster dos EUA na China.

Na campanha pioneira, Mia atuou na lateral direita. Com o passar dos campeonatos, seu papel na seleção cresceria e sua posição ganharia contornos mais ofensivos. Ela logo viraria referência técnica da equipe, realocando-se no ataque e balançando frequentemente as redes alheias.

RESUMO DA CAMPANHA AMERICANA EM 1991

Primeira fase – Grupo B
Suécia 2×3 EUA
Brasil 0x5 EUA
Japão 0x3 EUA

Quartas de final
EUA 7×0 Taipé Chinês

Semifinal
EUA 5×2 Alemanha

Final
EUA 2×1 Noruega

TIME-BASE DOS JOGOS DECISIVOS

Harvey; Werden; Hamm, Biefeld e Hamilton; Higgins, Foudy e Lilly; Heinrichs, Akers e Jennings.

Deixo aí em cima um minidoc bacana da FIFA sobre a Copa de 1991. Numa das entrevistas, Mia Hamm ilustra o lado complicado de se desbravar novos territórios: apesar da glória, quando as campeãs retornaram pra casa a receptividade ficou num patamar similar ao que antecedeu a partida à Ásia. Ainda levaria um tempinho pro USWNT atingir a imagem encorpada do futuro, perante seus pares.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s