Chuva (2)

O curitibano sofre de um mal crônico e grave: a síndrome hipotético-meteorológica. Por conviver com calor e frio numa mesma rotação terrestre, a gente acha que pensa que sabe qual o próximo movimento do vento na curva do espaço-tempo. Mas não.

Pois bem. Um rapaz vindo de Curitiba, vamos chamá-lo Válter, estava numa grande fila na (sou péssimo pra nome de rua) Padre Antônio Tomás, acompanhado por uma paulista que vamos chamar Letícia. A tarde feia, cinza, céu encoberto, uma nuvem mais mal-humorada que a outra. Pingos lá e cá.

Passava um vendedor de capa de chuva. Letícia manifestou interesse em comprar uma. Demoraria um cadinho até o portão do Allianz Parque, novinho em folha, surgir, então era bom garantir. Válter morava em São Paulo havia dois meses, nunca tinha visto chuva na cidade. Chuva de verdade. Volta e meia fechava o tempo, relampeava, caía água lá da torneira do Cara. Só que nunca durava. Um minuto depois parava. E Válter achava. Que pensava. Que sabia. Não quis comprar capa.

Letícia comprou e a dupla adiante se desfez – o ingresso dele pista, o dela cadeira, cada qual na sua entrada. Os pingos cresceram. Multiplicaram. E toda a curitibanice de Válter, o vendedor de capa agora uma realidade distante, calhou lavada pelo maior toró paulistano da temporada 2014.

Como desgraça pouca é bobagem, Paul atrasou. Entrou no palco tipo uma hora após o combinado. Deu pra chuva parar, Válter secar, e, já na meíuca do show, o temporal sádico recomeçar, molhando músculos que o rapaz do sul nem lembrava que o corpo tinha.

Entre mortos e feridos, Válter sobreviveu (me contaram). Aprendeu valiosas lições àquele 25 de novembro. Que é possível um beatle setentão cantar Helter Skelter. Que é melhor pedir os números à Letícia quando jogar na próxima mega. Que a guitarra de Let me Roll It flameja ao vivo. E principalmente que, não importa o quanto demore, nem que você esteja em SP em pleno auge da crise hídrica, a natureza sempre, mesmo em datas especiais… A natureza sempre vai dar um jeito de te dar um caldo. Daqueles.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s