Paul McCartney em Curitiba => 10 grandes músicas que o beatle não deve tocar no Couto Pereira

Paul McCartney

(Foto: Divulgação)

Ter uma carreira bem sucedida e longeva possui lá suas desvantagens: várias canções boas acabam fora dos sets ao vivo.

No caso de Paul McCartney, então, as preteridas de qualidade sobram.

Ao passar por Curitiba no próximo sábado, 30, o canhoto deve manter o padrão da atual turnê Freshen Up*, em suporte ao álbum Egypt Station (2018). Por isso, selecionei uma dezena de faixas gravadas por ele fora dos Beatles, as quais, por não estarem na rota normal da tour, dificilmente ganharão vida no palco do estádio Couto Pereira, a partir das 21h30.

Confira:

10. Say Say Say

Um dos duetos mais marcantes de Paul com Michael Jackson nos anos 1980. Single do disco Pipes of Peace (1983).

9. I Don’t Know

Talvez a música mais forte de Egypt Station. Embora tenha sido o primeiro som do álbum a ser compartilhado (junto de Come On to Me), não figura no roteiro tradicional da turnê.

8. Lonely Road

Abertura do estranho Driving Rain (2001).

7. Ballroom Dancing

Se o filme Give My Regards to Broad Street (1984) ficou conhecido como um dos maiores fracassos da carreira de Paul, ao menos a trilha sonora vendeu bem.

A reinterpretação de Ballroom Dancing, originalmente de Tug of War (1982), conta com John Paul Jones no baixo.

6. Happy With You

Outra de Egypt Station. Aqui o rapaz retoma a vibe violeira beatle de Mother Nature’s Son Blackbird, estabelecendo uma melodia elegante.

5. Wild Life

Quando os Wings tomaram corpo, a improvisação dava as cartas. Os números surgiam basicamente de jams, sem grandes polimentos. Desta pegada nasceram Wild Life (1971) e sua faixa-título.

4. That Would be Something

Exercício despretensioso, minimalista, feito pra distrair a primeira esposa Linda e as crianças, enquanto ele curava as feridas causadas pelo fim dos Beatles, ao cabo de 1969. Presente em McCartney (1970).

3. Coming Up

Os Wings ainda existiam em 1980, porém Paul queria outras coisas. Retomou o approach DIY do debute solo e, brincando com sintetizadores, experimentando texturas, lançou McCartney II, capitaneado por este single de enorme sucesso internacional.

Diz a lenda que a qualidade criativa de Coming Up fez John Lennon interromper o hiato de cinco anos longe da profissão e retomar a própria carreira.

2. Distractions

A balada definitiva. Indefectível. Do elogiado Flowers in the Dirt (1989), que recolou Macca nos trilhos nos 80’s.

1. No Other Baby

Paul lidou com o falecimento de Linda McCartney selecionando antigas canções de rock, correndo aos estúdios e gravando Run Devil Run (1999) da forma mais enérgica e rápida possível.

Único single do full length, a reedição da composição de Dickie Bishop e Bob Watson chama atenção não só pelo lamento da melodia, mas também pela banda de apoio, que continha gente do quilate de David Gilmour Ian Paice na guitarra e bateria, respectivamente.

*Os sets tocados na América do Sul, em Santiago (20/03), Buenos Aires (23/03) e São Paulo (26 e 27/03), consistiram do seguinte:

  1. A Hard Day’s Night (Beatles)
  2. Junior’s Farm (Wings) ou Save Us
  3. Can’t Buy Me Love ou All My Loving (Beatles)
  4. Letting Go (Wings)
  5. Who Cares
  6. Got to Get You Into My Life (Beatles)
  7. Come On to Me
  8. Let me Roll It (Wings) [inc. Foxy Lady – Jimi Hendrix]
  9. I’ve Got a Feeling (Beatles)
  10. Let ‘Em In (Wings)
  11. My Valentine
  12. Nineteen Hundred and Eighty-Five (Wings)
  13. Maybe I’m Amazed
  14. I’ve Just Seen a Face ou We Can Work It Out (Beatles)
  15. In Spite of All the Danger (The Quarrymen)
  16. From Me to You (Beatles)
  17. Dance Tonight
  18. Love Me Do (Beatles)
  19. Blackbird (Beatles)
  20. Here Today
  21. Queenie Eye
  22. Lady Madonna (Beatles)
  23. Eleanor Rigby (Beatles)
  24. Back in Brazil [não tocada em Buenos Aires e São Paulo (27)]
  25. Fuh You
  26. Being for the Benefit of Mr. Kite! (Beatles)
  27. Something (Beatles)
  28. Ob-La-Di, Ob-La-Da (Beatles)
  29. Band on the Run (Wings)
  30. Back in the U.S.S.R. (Beatles)
  31. Let It Be (Beatles)
  32. Live and Let Die (Wings)
  33. Hey Jude (Beatles)
  34. Birthday (Beatles) ou Hi Hi Hi (Wings)
  35. Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band (Reprise) (Beatles)
  36. Helter Skelter (Beatles)
  37. Golden Slumbers / Carry That Weight / The End (Beatles)
Anúncios

Uma resposta em “Paul McCartney em Curitiba => 10 grandes músicas que o beatle não deve tocar no Couto Pereira

  1. Pingback: Mesmo sem “Yesterday”, Paul McCartney retorna a Curitiba com um show bem humorado, capaz de agradar o fã de Beatles | It's not only Rock

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s