1001 grandes álbuns desse mundão (parte 33)

sarah jane absence 2019Boa parte – aliás, a maior parte do material que configura a minha lista dos 1001 grandes álbuns desse mundão – vem de décadas deveras anteriores ao momento musical atual. Só que agora, ora pois, pra variar, resolvi, embora a representatividade da parte 33 mantenha o panorama médio do projeto, ora pois, pra variar, quero exaltar um exemplo atual, que acabou de sair do forno.

O bichão aí da capa foi gravado em 2019, compartilhado recentemente. A artista criadora, a australiana Sarah Jane, ficou famosa na internet interpretando covers de Nirvana. Ela de uns tempos pra cá vem ampliando seus horizontes, embora siga focada no alternativo, e vem soltando músicas próprias – solo e também de sua banda, Violet Stones. E calhou dela lançar o álbum que vem fazendo minha cabeça no momento. Um trabalho acústico de instrumentação simples, direta ao ponto, porém sem desviar atenção da qualidade de gravação.

O álbum, Absence, ecoa muito da energia nirvânica unplugged. Tem uma vibe interessante, recheada de acordes e cantos típicos do grunge, e é bem o tipo de coisa violeira que eu adoraria lançar um dia. Vale a pena ficar de olho no que a Sarah Jane produzirá no futuro.

Mas chega de papo. Vamos à nova parte da lista mil-e-úmica?

641. Layla and Other Assorted Love Songs – Derek and the Dominos (1970)
642. Bryter Layter – Nick Drake (1971)
643. Vol. 4 – Black Sabbath (1972)
644. Mirage – Camel (1974)
645. News of the World – Queen (1977)
646. It’s Alive – Ramones (1979)
647. Slippery When Wet – Bon Jovi (1986)
648. Appetite for Destruction – Guns n’ Roses (1987)
649. Dr. Feelgood – Mötley Crüe (1989)
650. Rage Against the Machine – Rage Against the Machine (1992)
651. Wild Wood – Paul Weller (1993)
652. Parklife – Blur (1994)
653. Risk – Megadeth (1999)
654. On and On – Jack Johnson (2003)
655. Acústico MTV – O Rappa (2005)
656. Birdman (Original Motion Picture Soundtrack) – Antonio Sánchez (2014)
657. Feel the Mantra – Deb and the Mentals (2015)
658. FOCO – Almirante Shiva (2016)
659. Gragoatá – Gragoatá (2017)
660. Absence – Sarah Jane (2019)

Quer conferir as outras partes da lista? Acesse:

4 respostas em “1001 grandes álbuns desse mundão (parte 33)

  1. Pingback: 1001 grandes álbuns desse mundão (parte 34) | It's not only Rock

  2. Pingback: 1001 grandes álbuns desse mundão (parte 35) | It's not only Rock

  3. Pingback: 1001 grandes álbuns desse mundão (parte 36) | It's not only Rock

  4. Pingback: 1001 grandes álbuns desse mundão (parte 37) | It's not only Rock

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s