Sobre themattar

Curitibano, 27 anos. Fazendo música e escrevendo uns negocinhos. Duo Cactos e projeto solo, voz e violão.

Yesterday => O filme que tinha tudo pra ser, mas não foi

yesterday cartazA promoção pesada em torno de Yesterday fez crer que o filme seria o melhor de todos os tempos, dentre os que tratam da obra dos Beatles de alguma forma. O trailer, com uma divertida comparação da faixa-título à Fix You, do Coldplay, aumentou ainda mais a expectativa. Aí a película estreou no agosto brasileiro que passou… E toda a beleza da premissa básica naufragou, mal utilizada. Continuar lendo

Anúncios

1001 grandes álbuns desse mundão (parte 31)

the life aquatic studio sessions seu jorge 2005Uma das partes mais internacionais de toda a lista. Calhou desta ter apenas um representante nacional – e que baita representante: o álbum em que Seu Jorge toca músicas do Bowie, num violãozinho de cordas de nylon muito bacana de se escutar. Continuar lendo

Duo+dois em Curitiba => Duofel, Carlos Malta e Robertinho Silva deixam Teatro do Paiol com vontade de quero-mais (e canja de Airto Moreira)

duo+dois no teatro paiol_paulo celso rocha

(Foto: Paulo Celso Rocha)

“Beatles! Beatles!”.

Até que demoraram os primeiros pedidos, viu? Pintaram só na reta final, com os músicos já se preparando pra saidinha pré-bis.

“Beatles! Beatles”.

Quando vieram os pedidos, também, não pararam: antecederam todas as três canções derradeiras do show. Show que mostrou à Curitiba como soa, ao vivo, o melhor álbum brasileiro lançado em 2019. Continuar lendo

1001 grandes álbuns desse mundão (parte 30)

murderer's home alan lomaxSeiscentos! A lista alcança agora sua sexta centena. Como diria o filósofo Cerginho da Pereira Nunes: DOIDERA!

Mantive o panorama normal das coisas, misturando décadas e estilos, trazendo desta feita um registro historicamente bem relevante: Murderer’s Home. Trata-se de uma compilação de gravações feitas pelo etnomusicólogo Alan Lomax, na primeira metade do século XX. Continuar lendo

O Terno em Curitiba => Uma banda em franco crescimento na Ópera de Arame

o terno curitiba 2019_foto vinicius grosbelli

(Foto: Vinicius Grosbelli)

Jovens cantando; tocando; falando pra jovens. Na opinião de muita gente, aí residia o trunfo do BRock. Trunfo que, no passar das décadas, foi-se lentamente indo, rareando à chegada de novos artistas e padrões de vida.

Até O Terno aparecer. Assistindo ao show do trio na Ópera de Arame, no último dia 5, tive a certeza de que tal máxima ressurgiu através dos braços de Tim BernardesGuilherme D’AlmeidaBiel Basile e metais de apoio. Caras da nossa idade cantando; tocando; falando pra gente da nossa idade. Continuar lendo