1001 grandes álbuns desse mundão (parte 15)

joy division unknown pleasuresGosto de reservar a primeira quinta do mês pra postar as novas entranças da listona. Atrasei um pouquinho desta vez. Não ligue. Não foi por mal. Havia apenas outros textos a escrever. Em junho eu volto ao prumo. Quer dizer, vou tentar. Nunca se sabe.

Muito bem. Falemos de música. Agora que me aproximo de 1/3 da tarefa completada, optei por um critério especial. Juntei na parte 15 discos os quais, num passado não tão remoto assim, fiquei horas dias semanas meses escutando. Sem parar mesmo.

A inspiração veio do exemplar da capa. Joy Division nunca foi a minha. Até que, sei lá, o santo bateu e ando ouvindo os caras direto. Sobretudo o Unknown Pleasures, pérola tão influenciadora às bandas de ontem. Hoje. E amanhã. Continuar lendo

Anúncios

1001 grandes álbuns desse mundão (parte 6)

a nod's as good as a wink... to a blind horseEis uma das partes mais old school da saga mil-e-úmica. Neste sexto segmento dos 1001 grandes álbuns desse mundão, botei vários clássicos do rock e suas vertentes, capazes de agradar os saudosos pelos velhos tempos. Continuar lendo

David Bowie cantando Beatles, com ajuda de John Lennon: tem como soar estranho? Tem, e o cover de Across the Universe mostra como

john lennon e david bowie

(Foto: laparola.com.br)

David Bowie deixou o glam de lado em 1975 e entrou na fase que chamou de “plastic soul”. Uma forte guinada estética e sonora, capaz de dar ao mundo o belo álbum Young Americans.

Neste disco, o Camaleão contou com ajuda de gente graúda, incluindo John Lennon, que tocou guitarra e gravou vocais em duas faixas: o hit Fame e o cover Across the Universe, composição dos Beatles escrita pelo próprio John. Continuar lendo

As 10 melhores músicas desconhecidas de David Bowie

david bowieA carreira do camaleão da música foi tão repleta de nuances – e discos porretas – que muita faixa boa acabou eclipsada pelos hits.

Levando isso em conta, o It’s not only Rock dissecou momentos legais de David Bowie e elencou 10 canções pouco divulgadas, porém incríveis.

Abaixo, as eleitas, em ordem cronológica: Continuar lendo

The Man Who Sold the World => o lado hard/heavy de David Bowie

the man who sold the worldEm 1970, o camaleão do rock virou um marido apaixonado. Recém casado com a atriz/modelo Angie Barnett, o mancebo só tinha olhos pra amada, ficando mais tempo deitadão com ela no sofá de casa do que com sua banda.

Sacando a falta de foco do chefe, o guitarrista Mick Ronson e o baixista & produtor Tony Visconti chamaram a chincha pra si e compuseram a maioria dos arranjos que entrariam no sucessor de Space Oddity (1969). Continuar lendo

Criado no berço do futebol, David Bowie preferia a bola oval

david bowie 2David Bowie era um rapazinho diferente. Nascido na Londres dos anos 1940, tinha tudo pra gostar do football inglês. Ainda mais cercado por Arsenals, Tottenhams, West Hams e Chelseas esquinas afora.

Pois não. A real preferência esportiva do guri residia no outro football: o americano. Continuar lendo