Campeonato Paranaense de 1949: Campanha avassaladora origina o apelido “Furacão” associado ao Athletico

athletico 5x1 coritiba campeonato paranaense 1949_site oficial athletico

Foto doada por Rui ao Rubro-Negro. Segundo o atacante, esta foi a formação que goleou o Coritiba por 5×1, no Belfort Duarte, em 7 de agosto. Em pé, da esquerda para a direita: Valdir, Nilo, Wilson, Waldomiro, Laio e Sanguinetti. Agachados: Viana, Rui, Neno, Jackson e Cireno.

Onze vitórias nas primeiras 11 partidas, marcando pelo menos quatro gols em 10 delas. Numa jornada avassaladora, o Athletico conquistou o Campeonato Paranaense de 1949 e, de quebra, ganhou uma apelido por toda a vida, perpetuado pelos jornais e torcedores da época: Furacão. Continuar lendo

Copa do Mundo de 1999: Jogando em casa, EUA batem a China de Sun Wen nos pênaltis e conquistam o segundo título mundial

brandi chastain_eua china final copa do mundo 1999_foto robert beck_sports ilustrated_getty images

Brandi Chastain extravaza ao converter o pênalti que deu às Stars and Stripes a segunda taça mundial, no lotado Rose Bowl. Alguns consideraram seu ato de tirar a camisa e ficar só de top um desrespeito, enquanto muitos, até hoje, perguntam à lateral o paradeiro da peça preta revelada na comemoração. (Foto: Robert Beck/Sports Illustrated/Getty Images).

A Copa do Mundo de 1999 representou um divisor de águas na seara do futebol feminino. Disputada em grandes estádios, com grandes públicos e num país vencedor na modalidade, os Estados Unidos, a terceira edição do certame aumentou de 12 para 16 o número de participantes e propiciou um largo salto rumo a dias melhores no quesito visibilidade.

Campeã em 1991 e medalha de ouro na primeira Olimpíada a incluir o futebol feminino (Atlanta, 1996), a seleção norte-americana da estrela Mia Hamm confirmou sua força e garantiu o segundo título mundial perante os ávidos olhos de seus torcedores. Continuar lendo

Campeonato Sul-Americano de 1916: Uruguai fatura o título na Argentina e torna-se o primeiro campeão do continente

uruguai sul-americano 1916

Onze uruguaio antes da contenda final, da esquerda para a direita, em pé: Somma, Benincasa, Piendibene, Saporiti, Foglino e Varela. Abaixados: Delgado, Zibechi, Marán, Gradín e Tognola (Foto: Reprodução).

A história da Copa América, torneio entre seleções mais antigo dentre os ainda vigentes, começou em 1916, quando houve a primeira edição do então chamado Campeonato Sul-Americano. A disputa envolveu quatro quadros: a anfitriã Argentina, Uruguai, Brasil e Chile. E o título ficou com a invicta Celeste. Continuar lendo

Campeonato Brasileiro de 1985: Coritiba recupera-se de primeiro turno difícil e ascende rumo ao título do Brasileirão

coritiba final campeonato brasileiro 1985_foto rodolpho machado_abril

Formação coxa-branca com a camisa jogadeira, na final do Brasileirão, da esquerda para a direita: Gomes, Heraldo, Almir, Rafael, André e Dida (em pé). Lela, Marildo, Índio, Toby e Édson (agachados). [Foto: Rodolpho Machado/Abril].

O Coritiba viveu intensas emoções no Campeonato Brasileiro de 1985. Depois de terminar o turno da primeira fase em antepenúltimo em sua chave, a equipe ganhou força no returno, embalando rumo à inédita conquista da Taça de Ouro. Continuar lendo

Copa da Ásia de 1956: Coreia do Sul fatura o título da primeira edição do torneio, em Hong Kong

coreia do sul copa da ásia 1956

Ainda recuperando-se dos efeitos da Guerra da Coreia, sul-coreanos comemoram após vencer o Vietnã do Sul em jogo de oito gols (Foto: AFC).

A primeira edição da Copa da Ásia foi disputada em 1956. Sediada em Hong Kong, a competição contou com apenas quatro participantes e teve na figura da Coreia do Sul sua ganhadora inaugural. Continuar lendo

Campeonato Paranaense de 1932: Após bater na trave um ano antes, Palestra Itália fica com a taça

palestra itália campeonato paranaense 1932_fpf

Em pé, da direita para a esquerda: Cortese, Waldomiro, Dalo, Emilio, Dula, Ataíde, Gabardinho, Mathias, Cunha e Tatu. Ajoelhados: Anjolilo, Mansur e Andretta. (Foto: Federação Paranaense de Futebol).

Muitos consideraram o Palestra Itália a melhor equipe do Campeonato Paranaense de 1931, mas o título daquele ano ficou com o Coritiba. Em 1932, enfim, a taça pararia nas mãos do Periquito, graças a uma campanha repleta de vitórias expressivas. Continuar lendo

Brasil 4×0 Bolívia, Copa do Mundo de 1930: Time de Píndaro de Carvalho dá adeus ao Uruguai com goleada

brasil 4x0 bolivia copa do mundo 1930_cbf

Usando a camisa de treino celeste do Uruguai emprestada, bolivianos tentam resistir ao jogo aéreo da Seleção (Foto: Arquivo CBF).

Valia a honra. Tanto Brasil quanto Bolívia não tinham chances de classificarem-se às semifinais da Copa do Mundo de 1930. Derrotados previamente pela Iugoslávia, com quem repartiam o Grupo 2, os dois tiveram de aceitar os europeus abocanhando a única vaga disponível à próxima fase.

Ainda assim, o jogo era importante. Os brasileiros, cabeças de chave, favoritos prévios do grupo, queriam apagar a impressão da estreia ruim e os conflitos de bastidores*. Já os bolivianos ansiavam a primeira vitória numa peleja internacional. Continuar lendo

Copa das Nações Europeias de 1960: União Soviética de Yashin conquista a primeira taça continental, na França

igor netto urss euro 1960_uefa

Igor Netto ergue o troféu, após vitória ante a Iugoslávia na decisão (Foto: UEFA.com)

União Soviética e Espanha deveriam jogar um mata-mata valendo vaga à primeira Copa das Nações Europeias da história. Mas tensões políticas não permitiram. Os espanhóis, governados à extrema-direita pelo ditador Francisco Franco, recusaram-se a viajar ao território socialista para a primeira partida, relembrando o apoio da URSS aos republicanos durante a Guerra Civil Espanhola. Garantido no certame por W.O., o Exército Vermelho fez grande papel na Eurocopa inaugural, faturando o título em 1960. Continuar lendo

Especial Trio de Ferro: As 10 camisas mais bonitas do Paraná Clube

a04d6e66bf31b17a3c85aff8d02cc8dc (1)

Quais os uniformes mais bonitos já usados pelo Tricolor da Vila Capanema ao longo de quase 31 anos de vida?

Eis uma lista com 10 camisas bem interessantes, com as quais o Paraná Clube pisou gramados e disputou partidas de futebol por aí. Confira: Continuar lendo

Japão 0x1 Brasil, Copa do Mundo de 1991: Gol chorado de Elane dá a vitória à Seleção, na estreia em mundias

japão 0x1 brasil copa do mundo 1991_rede globo

Elane (extrema esquerda, próxima ao árbitro) sai em celebração ao marcar o gol da vitória contra o Japão. (Foto: Frame de vídeo/Rede Globo).

Vuco-vuco na área japonesa. A bola vai de encontro à zagueira Elane que, de joelho, ajeita, bate e faz o único gol do jogo, logo aos quatro minutos, no New Plaza Stadium. Continuar lendo