As 10 melhores músicas desconhecidas do Nirvana

nirvana circa 1993_getty images

(Crédito: Charles J. Peterson/The LIFE Images Collection/Getty Images)

A vida útil da banda mais famosa da cena grunge de Washigton (EUA) foi pequena. O intervalo separando a primeira e a última sessões de estúdio do Nirvana mal chega a seis anos. Tempo suficiente para que mudassem a história da música pop como a conhecemos.

Em homenagem à influência que o projeto liderado por Kurt Cobain exerce até hoje, segue abaixo uma dezena de canções interessantes, porém ocultadas pelo sucesso das Smells Like Teen Spirit‘s, Come as You Are‘s e Polly‘s da vida, compostas e gravadas de alguma forma pelo grupo. Continuar lendo

Grandes álbuns da humanidade brasileira => Caetano Veloso (Caetano Veloso, 1968)

caetano veloso_caetano veloso 1968“Quando Pero Vaz de Caminha descobriu que as terras brasileiras eram férteis e verdejantes, escreveu uma carta ao rei: tudo que nela se planta, tudo cresce e floresce. E o Gaus da época gravou”. Misturando o rito do descobrimento do Brasil com a própria gravação do álbum (Gaus era o técnico de som do estúdio), Caetano Veloso abriu um de seus trabalhos mais emblemáticos, numa época em que justapor fazia todo o sentido do mundo – principalmente em nosso país. Continuar lendo

1001 grandes álbuns desse mundão (parte 35)

all things must pass george harrison 1970Antes de mais nada: feliz ano novo! Pulou suas ondinhas? Guardou as sementes das uvas na carteira? Usou branco (ou qual for sua cor da sorte) na virada? Pois 2020 já está entre nóiz \o/

E em 2020 a lista alcança o patamar 700! Setecentos discos… Ainda tem chão, mas o fim começa a ficar mais claro. Continuar lendo

Grandes álbuns da humanidade brasileira => Fruto Proibido (Rita Lee & Tutti Frutti, 1975)

rita lee e tutti frutti fruto proibidoA vinda de Alice Cooper ao Brasil, em 1974, gerou um grande e imprevisto legado ao rock nacional. O cuidador das cobras usadas ao vivo pelo astro fez amizade com três músicos locais que estavam lá no Anhembi, assistindo, e decidiu ficar no país após o show em São Paulo.

Os jovens músicos – Rita Lee, Lee Marcucci e Luis Sérgio Carlini – iam gravar um álbum no ano seguinte. Eles não desgrudaram do cuidador de cobras – o inglês Andy Mills -, tornando-o produtor do futuro trabalho. Graças ao ouvido atento do amigo estrangeiro, sintonizado com o que rolava lá fora tanto em som quanto em tecnologia, a banda dos três músicos gerou um clássico do glam brasileiro: Fruto Proibido. Continuar lendo

Os 10 melhores lançamentos da música brasileira em 2019

melhores-do-ano_blogMais uma temporada chega ao fim, dando-nos a oportunidade de analisar tudo o que bandas e artistas nacionais disponibilizaram de novo ao público. Tendo isto em mente, o It’s not only Rock joga na roda, agora, aqueles que considera os 10 melhores lançamentos da música brasileira em 2019. Continuar lendo

Os 10 melhores lançamentos da música curitibana na década de 2010

crocodillaAgora que a década de 2010 está chegando ao fim, a onda da nostalgia começa a bater na gente. Somos tentados a analisar, em retrospectiva, os sons do período, e no It’s not only Rock tal febre bateu com tudo.

Listados, abaixo, estão 10 álbuns de artistas e bandas de Curitiba que superaram as expectativas e apresentaram esmero estético capaz de torná-los memoráveis. Alguns até já pintaram em textos anteriores do blog. Continuar lendo

Grandes álbuns da humanidade brasileira => É Proibido Fumar (Roberto Carlos, 1964)

roberto calros é proibido fumar 1964Encontrar uma identidade pode ser algo difícil para um artista. Nem sempre o norte estético aparece de forma clara, e não são poucos os casos em que a procura dura tanto que ofusca a criatividade. No caso de Roberto Carlos, a resposta veio rápido: o rock jovem americano. Ali estava o cerne da primeira fase de sucesso da carreira do Rei, como bem atesta o álbum É Proibido Fumar. Continuar lendo

Prime Rock Brasil 2019 => Artistas consagrados mostram satisfação com proposta do festival

legião urbana_prime rock brasil 2019

Ao lado de Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá, André Frateschi canta as composições que ficaram marcadas na voz de Renato Russo. Foto: Guilherme Mattar.

Um ano depois do pontapé inicial, o Prime Rock Brasil retornou ao local onde tudo começou: a Pedreira Paulo Leminski. Levado a outras praças país afora, o festival voltou a Curitiba no último sábado (7), respaldado pelo sucesso da proposta de reunir nomes consagrados do pop rock nacional. Sucesso refletido no comportamento dos próprios artistas no palco, desenvoltos, felizes com o projeto e a demanda da plateia. Continuar lendo

1001 grandes álbuns desse mundão (parte 34)

que país é este 1978 1987_legião urbanaChegamos a dezembro de 2019… Dá pra acreditar? Há não muito atrás, parecia que a Copa do Mundo do Brasil e as Olimpíadas do Rio eram coisas absurdamente distantes no horizonte. Agora os Jogos de Tóquio se aproximam. Tóquio! Dois mil e 20! O tempo corre rápido demais…

Eis então a última parte da lista mil-e-úmica do ano. Aproxima-se o marco 700 da empreitada. Mas… Isso é conversa pra 2020. Dois mil e 20! Continuar lendo

John e Yoko: Só o Céu como Testemunha => Documentário clareia influência de Ono sobre a música do ex-beatle

john e yoko_só o céu como testemunhaPor muitos anos, ela foi vista como a razão da separação da banda mais superlativa do planeta. Foi estigmatizada na moldura de companhia exótica, a qual John Lennon insistia em levar a qualquer lugar que fosse. Rotulada por não atender ao modelo de esposa que público e mídia esperavam ver de mãos dadas com um dos Beatles centrais. Agora o tempo tenta corrigir esta questão.

O documentário John e Yoko: Só o Céu como Testemunha (2018), dirigido por Michael Epstein, joga luz sobre a influência da artista conceitual na obra de Lennon, e revela que suas contribuições são bem maiores do que podíamos supor. Continuar lendo