1001 grandes álbuns desse mundão (parte 27)

mccartney II 1980Seguem os trabalhos, firmes e fortes. Com uma coisa de jazz aqui, outro folk/country ali, pop acolá, a parte 27 dos 1001 grandes álbuns desse mundão baseia-se bastante nas vertentes bacanudas do bom e velho rock, além de seu complemento – o igualmente bom e velho roll. Continuar lendo

Anúncios

1001 grandes álbuns desse mundão (parte 22)

u2 zooropaE a lista atravessa mais um ano! Chegamos ao último mês de 2018 ainda com mais da metade do trabalho a fazer. Mas vamos dar tempo ao tempo. Importa agora desenrolar a parte 22 dos 1001 grandes álbuns desse mundão. Continuar lendo

1001 grandes álbuns desse mundão (parte 19)

rubber soul the beatlesSe você é da turma dos que gostam de discos clássicos, certamente vai curtir a parte 19 dos 1001 grandes álbuns desse mundão, elencados pela minha humilde pessoa.

Além de gemas do rock, tais a que brilha aqui ao lado, há trabalhos interessantes ainda na seara do jazz, blues, pop e cositas contemporâneas.

Ah, sim, tem brasilidades marotas no meio, também. Confira: Continuar lendo

1001 grandes álbuns desse mundão (parte 11)

albert king born under a bad signChegou enfim o famigerado mês de janeiro, e com ele o segmento inaugural da lista mil-e-úmica na temporada 2018!

Mantive a ideia de misturar décadas sem ordenação cronológica fixa, embora privilegie os anos 1960, com cinco indicações. Além disso, a parte 11 tem uma novidade: um álbum dos 40’s, pela primeira vez na história deste brógue. Discão, inclusive, bastante influente no universo musical. Continuar lendo

1001 grandes álbuns desse mundão (parte 7)

in the court of the crimson kingAvançar na lista faz lembrar da boa vibe que álbuns legais são capazes de nos proporcionar. Olha… Já passei literalmente dias ouvindo e ouvindo e ouvindo elementos desta seção.

Certos exemplos revivem rapidamente na memória. Continuar lendo

1001 grandes álbuns desse mundão (parte 2)

Chuck_Berry_-_After_School_SessionChegou a hora da segunda parte da listona marota dos grandes discos deste mundão véio sem portera.

Bora?

Booora!

Vamos então aos contemplados da vez, que apresentam uma novidade em relação à parte 1:

Abrangem também a década de 1950. Continuar lendo

The Big Come Up, a estreia blueseira de garagem do Black Keys

the black keysUm porão e um gravador de oito canais. Este foi o aparato de “estúdio” que The Black Keys precisou pra botar no mundo seu álbum de estreia, The Big Come Up. Mergulhado no blues e ainda procurando uma sonoridade própria, o duo norte-americano produziu um dos debutes mais legais da música contemporânea. Continuar lendo