1001 grandes álbuns desse mundão (parte 24)

beggars banquet rolling stones 1968Mês que vem o projeto completa dois anos de andamento. Imagine só uma coisa dessas… Um processo longo, duradouro, de imersão em sons bacanas, ultrapassando nova barreira de temporada. E isso que nem chegará na metade! Continuar lendo

Anúncios

1001 grandes álbuns desse mundão (parte 23)

metallica black album 1991Quer dizer então que estamos em dois mil e dezenove depois de Cristo?

Rapaz, como o tempo passa…

Pois muito que bem. Passando com ele, vem agora mais uma parte da épica lista dos 1001 grandes álbuns desse mundão, a qual adentra sua terceira temporada – e sua vigésima terceira sequência.

Oloco! Continuar lendo

1001 grandes álbuns desse mundão (parte 22)

u2 zooropaE a lista atravessa mais um ano! Chegamos ao último mês de 2018 ainda com mais da metade do trabalho a fazer. Mas vamos dar tempo ao tempo. Importa agora desenrolar a parte 22 dos 1001 grandes álbuns desse mundão. Continuar lendo

1001 grandes álbuns desse mundão (parte 15)

joy division unknown pleasuresGosto de reservar a primeira quinta do mês pra postar as novas entranças da listona. Atrasei um pouquinho desta vez. Não ligue. Não foi por mal. Havia apenas outros textos a escrever. Em junho eu volto ao prumo. Quer dizer, vou tentar. Nunca se sabe.

Muito bem. Falemos de música. Agora que me aproximo de 1/3 da tarefa completada, optei por um critério especial. Juntei na parte 15 discos os quais, num passado não tão remoto assim, fiquei horas dias semanas meses escutando. Sem parar mesmo.

A inspiração veio do exemplar da capa. Joy Division nunca foi a minha. Até que, sei lá, o santo bateu e ando ouvindo os caras direto. Sobretudo o Unknown Pleasures, pérola tão influenciadora às bandas de ontem. Hoje. E amanhã. Continuar lendo

1001 grandes álbuns desse mundão (parte 7)

in the court of the crimson kingAvançar na lista faz lembrar da boa vibe que álbuns legais são capazes de nos proporcionar. Olha… Já passei literalmente dias ouvindo e ouvindo e ouvindo elementos desta seção.

Certos exemplos revivem rapidamente na memória. Continuar lendo

Mitch Mitchell, Keith Richards, John Lennon e Eric Clapton => O supergrupo que deu o que falar no Rock and Roll Circus (1968)

dirty-macThe Rolling Stones Rock and Roll Circus foi um especial muito bacana organizado por Mick Jagger e sua trupe em dezembro de 1968. Dirigido por Michael Lindsay-Hogg, cidadão que um mês depois filmaria o conturbado documentário beatle Let it Be, o evento reuniu altas atrações de qualidade. Entre elas, o estelar The Dirty Mac. Continuar lendo

1967 => The Who e sua explosiva apresentação na TV americana

the who on the smother brothersEm setembro de 1967, o The Who participou do polêmico programa de TV americano The Smothers Brothers Comedy Hour.

Mesmo já conhecidos pelas performances energéticas, os guris britânicos superaram qualquer prognóstico nesta aparição, promovendo em pleno ar um bombástico – e histórico – momento do rock n’ roll sessentista. Continuar lendo

1964: The Who mira nos mods, muda o nome pra The High Numbers e se rende ao R&B

the whoAntes de estourar no Reino Unido, The Who viveu um período de crise de identidade. Aconselhados pelo empresário Peter Meaden, os gurizinhos investiram no movimento mod, mudaram o guarda roupa e trocaram até de nome, na esperança de encontrarem seu nicho. Continuar lendo

Contos e afins => Sobre a 1ª vez que Eurípedes ouviu o melhor do Who

the-who-1971

Seis da tarde. Céu cinza-irritado. Um daqueles sábados curitibanos típicos pra se ficar em casa, embaixo das cobertas. A estátua de Ganesha, pela primeira vez na história deste país, está na escrivaninha do quarto. Continuar lendo