1001 grandes álbuns desse mundão (parte 27)

mccartney II 1980Seguem os trabalhos, firmes e fortes. Com uma coisa de jazz aqui, outro folk/country ali, pop acolá, a parte 27 dos 1001 grandes álbuns desse mundão baseia-se bastante nas vertentes bacanudas do bom e velho rock, além de seu complemento – o igualmente bom e velho roll. Continuar lendo

Anúncios

1001 grandes álbuns desse mundão (parte 26)

wings at the speed of sound - wings 1976Paul McCartney voltou a tocar em Curitiba neste 2019 em que escrevo, quase três décadas após o primeiro e, então, único show por aqui. Fãs de Beatles ficamos todos em polvorosa. Continuar lendo

1001 grandes álbuns desse mundão (parte 22)

u2 zooropaE a lista atravessa mais um ano! Chegamos ao último mês de 2018 ainda com mais da metade do trabalho a fazer. Mas vamos dar tempo ao tempo. Importa agora desenrolar a parte 22 dos 1001 grandes álbuns desse mundão. Continuar lendo

1001 grandes álbuns desse mundão (parte 19)

rubber soul the beatlesSe você é da turma dos que gostam de discos clássicos, certamente vai curtir a parte 19 dos 1001 grandes álbuns desse mundão, elencados pela minha humilde pessoa.

Além de gemas do rock, tais a que brilha aqui ao lado, há trabalhos interessantes ainda na seara do jazz, blues, pop e cositas contemporâneas.

Ah, sim, tem brasilidades marotas no meio, também. Confira: Continuar lendo

1001 grandes álbuns desse mundão (parte 16)

john coltrane blue trainDe todas as partes que escrevi da lista por ora (e já foram bastantinhas), talvez esta configure a mais democrática. Ou uma das mais.

Tem ela um quê de jazz hard bop influente. Outro de jazz mais relax. Uma pitada de R&B raiz. Um rock puxado pro psicodélico. Um fusion bacana. MPB. Instrumental. Progressivo. New wave. Hard rock. World Music. Alternativo. Mod. Pop rock.

Enfim, uma boa miscelânea. Bacana de juntar. Bacaníssima de ouvir: Continuar lendo

1001 grandes álbuns desse mundão (parte 15)

joy division unknown pleasuresGosto de reservar a primeira quinta do mês pra postar as novas entranças da listona. Atrasei um pouquinho desta vez. Não ligue. Não foi por mal. Havia apenas outros textos a escrever. Em junho eu volto ao prumo. Quer dizer, vou tentar. Nunca se sabe.

Muito bem. Falemos de música. Agora que me aproximo de 1/3 da tarefa completada, optei por um critério especial. Juntei na parte 15 discos os quais, num passado não tão remoto assim, fiquei horas dias semanas meses escutando. Sem parar mesmo.

A inspiração veio do exemplar da capa. Joy Division nunca foi a minha. Até que, sei lá, o santo bateu e ando ouvindo os caras direto. Sobretudo o Unknown Pleasures, pérola tão influenciadora às bandas de ontem. Hoje. E amanhã. Continuar lendo

1001 grandes álbuns desse mundão (parte 14)

blood sugar sex magikPrivilegiando discos do início de suas respectivas décadas, preenchi a nova sequência dos 1001 grandes álbuns desse mundão \o/

Nesta parcial, o mote é a segurança. Busquei trabalhos que conheço – e gosto – há um bom tempo, principalmente os dos anos 1980 e 1990.

Exemplos:

Boy eu ouço desde criança (sem trocadilho).  Use Your IllusionKill ‘Em All Ten chegaram na puberdade/adolescência, cada qual num momento específico, enquanto Blood Sugar entrou na fase adulta e fincou lugar imutável nas esferas super-superiores das minhas preferências audiófilas. Culpa do auge de John Frusciante…

Pois bora encerrar o prólogo e conferir a parte 14 inteira?  Continuar lendo

1001 grandes álbuns desse mundão (parte 11)

albert king born under a bad signChegou enfim o famigerado mês de janeiro, e com ele o segmento inaugural da lista mil-e-úmica na temporada 2018!

Mantive a ideia de misturar décadas sem ordenação cronológica fixa, embora privilegie os anos 1960, com cinco indicações. Além disso, a parte 11 tem uma novidade: um álbum dos 40’s, pela primeira vez na história deste brógue. Discão, inclusive, bastante influente no universo musical. Continuar lendo

1001 grandes álbuns desse mundão (parte 6)

a nod's as good as a wink... to a blind horseEis uma das partes mais old school da saga mil-e-úmica. Neste sexto segmento dos 1001 grandes álbuns desse mundão, botei vários clássicos do rock e suas vertentes, capazes de agradar os saudosos pelos velhos tempos. Continuar lendo

Nada de novo: Brasileiro prefere ouvir bandas de rock já consagradas, aponta pesquisa do Deezer

melhores-do-ano_blog

(Foto: Guilherme Mattar)

Deezer divulgou esta semana uma pesquisa baseada nos gostos do roqueiro brasileiro. Aludindo ao Dia Mundial do gênero, que rola hoje (13/07), a plataforma de streaming informou que o fã tupiniquim não quer novidade.

Dos 10 grupos/artistas mais ouvidos no país, só um tem menos de uma década de palco. Oito começaram a carreira há mais de 20 anos e todos, todos têm nomes bem familiares. Continuar lendo