Zagueiro => a homenagem de Jorge Ben Jor aos defensores do futebol

jorge ben jorDifícil pensar em alguém que descreva melhor o futebol na música do que Jorge Ben Jor. No setor ofensivo do samba rock do rapaz, jogam craques como o ponta de lança africano Umbabarauma, o goleador Fio Maravilha e, claro, o inapelável Camisa 10 da Gávea.

A lista de Jorge não para por aí – o esporte bretão protagoniza outros clássicos seus, tais Cadê o Penalty Flamengo. Mas o melhor de todos (na modesta opinião deste que vos escreve) curiosamente fala do outro lado do jogo. O lado que não faz gol.

A defesa. Continuar lendo

Kasabian => “Fire” motivou rendimento acima do esperado do campeão Leicester City em 2015-16

kasabian leicester cityBem que podia ser Underdog.

Mas a arma usada pelo Leicester City pra surpreender os coleguinhas de Premier League na temporada 2015-16 foi outra obra do Kasabian.
Continuar lendo

God save the Cream: o mítico show de “despedida” do trio, no Royal Albert Hall

farewell concertUm guitarrista considerado Deus logo aos 22 anos de idade, ainda tímido na hora de soltar a voz. Um baterista louco, chegadinho no tamborilar africano. Um baixista confiante, capaz de cantar e tocar vigorosamente.

Separados, Eric Clapton, Ginger Baker e Jack Bruce eram poderosos e influentes na Grã-Bretanha. Unidos, formaram o Cream e levaram apenas 2 anos pra dominar o mundo do rock – e cansarem uns dos outros. Continuar lendo

Brasil x Argentina: a rivalidade que pegou fogo no futebol graças à Segunda Guerra

brasitinaQuando tinha 13 anos, ouvi minha professora de história culpar Galvão Bueno pelo acirramento da rixa entre Brasil e Argentina no futebol.

Havia certa razão no discurso da psora. Mas verdade seja dita: a labareda inicial queimou mui antes de escutarmos o narrador mais controverso do planeta bradar que ganhar dos hermanos era “muito melhor”. Continuar lendo

São Marcos I, o elegante primeiro goleiro da Seleção Brasileira

marcos carneiro de mendonçaO primeiro ídolo do futebol nacional não foi Friedenreich. Sequer tinha função ofensiva, aliás. Sofria com problemas nos pulmões e arritmia cardíaca na juventude. Só jogaria bola se encontrasse um posto no qual não precisasse correr. Pois assim fez o arqueiro inaugural da história da Seleção Brasileira. Continuar lendo