Chico Buarque, Teatro Guaíra => O profundo azul no friozinho de Curitiba

foto (16)

(Foto: Guilherme Mattar)

Nem choro nem vela. A lua revela: está finito o veranico 2018. Julho manteve-se benevolente, bondoso realmente, mas doce humor tem limite. O friozinho tinha de voltar no mês seguinte. Continuar lendo

Anúncios

1001 grandes álbuns desse mundão (parte 16)

john coltrane blue trainDe todas as partes que escrevi da lista por ora (e já foram bastantinhas), talvez esta configure a mais democrática. Ou uma das mais.

Tem ela um quê de jazz hard bop influente. Outro de jazz mais relax. Uma pitada de R&B raiz. Um rock puxado pro psicodélico. Um fusion bacana. MPB. Instrumental. Progressivo. New wave. Hard rock. World Music. Alternativo. Mod. Pop rock.

Enfim, uma boa miscelânea. Bacana de juntar. Bacaníssima de ouvir: Continuar lendo

1001 grandes álbuns desse mundão (parte 14)

blood sugar sex magikPrivilegiando discos do início de suas respectivas décadas, preenchi a nova sequência dos 1001 grandes álbuns desse mundão \o/

Nesta parcial, o mote é a segurança. Busquei trabalhos que conheço – e gosto – há um bom tempo, principalmente os dos anos 1980 e 1990.

Exemplos:

Boy eu ouço desde criança (sem trocadilho).  Use Your IllusionKill ‘Em All Ten chegaram na puberdade/adolescência, cada qual num momento específico, enquanto Blood Sugar entrou na fase adulta e fincou lugar imutável nas esferas super-superiores das minhas preferências audiófilas. Culpa do auge de John Frusciante…

Pois bora encerrar o prólogo e conferir a parte 14 inteira?  Continuar lendo