Frejat em Curitiba => Show voz e violão mostra grandes músicas escondidas na discografia do Barão Vermelho

frejat voz e violão

(Foto: Gledson Laurek)

É sempre bom quando pesos pesados fazem coisas diferentes. Em sua atual turnê, Roberto Frejat diminui os hits ao essencial e prioriza canções/colaborações que não costuma tocar com frequência.

Na noite de sábado, 2 de setembro, o público de Curitiba/PR pôde conferir isso de perto, no auditório do Teatro Positivo. Tudo num viés minimalista, voz e violão, enaltecendo o gogó privilegiado do rapaz de cabelo enrolado. E dando chance da madura plateia (forrada de casais) relembrar o quão rica é a discografia do Barão Vermelho. Continuar lendo

Anúncios

Passion and Warfare => Steve Vai toca disco clássico na íntegra em Curitiba e dribla imprevistos com muito jogo de cintura

foto (7)

(Foto: Guilherme Mattar)

Quem vê Steve Vai todo soltinho na Ópera de Arame mal sabe o duro que ele deu pra descolar seu lugar ao Sol. Foram anos e anos assombrado pelos guitarristas que sucedeu em projetos marcantes dos anos 1980. Anos e anos comparado a caras, basicamente, incomparáveis. Continuar lendo

Black Sabbath toca setlist clássico na Pedreira Paulo Leminski, mas quem brilha é a banda de abertura, Rival Sons

sabbath-rival-sonsOzzy não tava legal. Desafinou/perdeu a voz a rodo. Alguém na plateia até soltou um desgostoso “meeeu deus” durante Iron ManGeezer Butler, em contrapartida, manteve a classe no baixo, tranquilão. Já Tony Iommi, inspiradíssimo, tocou sua guitarra com maestria ao longo de 1h40min, num setlist da The End Tour que priorizou o magma da era Osbourne frente ao Black Sabbath.

Inicialmente programada pros pesados ingleses de Birmingham, a noite na cheia Pedreira Paulo Leminski (23 mil de público) acabou sendo, na real, d’outra banda. De Long Beach, Califórnia:

Rival Sons. Continuar lendo

Grandes álbuns da humanidade brasileira => Corona (Fauno, 2014)

fauno-coronaInicio hoje uma nova sessão aqui no blog, dedicada aos CD’s e EP’s criados por artistas brasileiros que considero buenos demais da conta.

Curitibano que sou, começo falando da estreia de uma admirada banda conterrânea. Continuar lendo

Megadeth, Kiko Loureiro, Curitiba e um show prejudicado por emboladas ocasionais no som

megadethA experiente galerinha do Megadeth respirou ares curitibanos na noite de quinta-feira, 18 de agosto.

Dispostos e entrosados, os caras brindaram o público do Spazio Van com seu thrash metal de qualidade. Mas o som não lhes foi amigo durante todo o tempo… Continuar lendo

Guilherme Mattar => Tocar no Teatro Positivo e abrir show pra Maria Gadú e Lenine em Curitiba? Check ✓

primePensei num zilhão de maneiras pra começar esse texto. Olhei até alguns artigos antigos, na procura pela batida introdutória perfeita. Nada, absolutamente nada, chegou perto de fazer jus ao 22 de julho que – como diria o poeta – acabou de acabar. Continuar lendo

Bem ensaiado, Capital Inicial faz show acústico redondinho em Curitiba

capital em curitibaFosse o Campeonato Brasileiro de Bandas disputado via pontos corridos, o Capital Inicial brigaria na parte de cima. O grupo liderado pelo vocalista Dinho Ouro Preto realizou uma performance violeira azeitada, deveras profissional em Curitiba, deixando o quase cheio auditório do Teatro Positivo contente. Continuar lendo

Brasil no Couto Pereira => Comandada por Felipão, Seleção bateu o Chile e respirou nas Eliminatórias pra 2002

brasil chile 2001Vez ou outra a Seleção Brasileira sofre nas Eliminatórias pra Copa do Mundo. Em 2001, o treinador Luiz Felipe Scolari cortou um dobrado e classificou o país ao mundial só na última rodada sul-americana.

Classificação muito devida à seminal vitória sobre o Chile em Curitiba, 07 de outubro de 2001. Continuar lendo

David Gilmour emociona Curitiba combinando novidades e sucessos do Pink Floyd na Pedreira Paulo Leminski

david gilmourA guitarra soberana. As músicas novas, mais impressionantes ao vivo do que em estúdio. Os solos do saxofonista João Mello, de volta à terra natal. O arsenal de hits do Pink Floyd.

Com ingredientes assim, não é difícil entender como David Gilmour fez 22 mil adultos plenos se emocionarem genuinamente em Curitiba, na noite de 14 de dezembro de 2015. Continuar lendo