1001 grandes álbuns desse mundão (parte 13)

karina buhr selváticaBora fazer uma lista temática?

Na parte 13 dos 1001 grandes álbuns desse mundão, elenquei apenas trabalhos da década de 2010. Uma boa pra mostrar quanto negócio batuta foi lançado no nosso passado recente.

No que tange aos brasileiros, aqui rola uma amostra do quão produtiva está a música feita acá, representando metade da seção.

Espia ae: Continuar lendo

Anúncios

10 álbuns minimalistas bem legais, focados na simplicidade da voz e violão (parte 2)

teatro positivo em cores

(Foto: Newmar Peres)

Depois da parte 1, que venha a parte 2!

Eis entonces a segunda leva de discos serelepíssimos, baseados na beleza e intimismo acústicos que o blog tanto gosta: Continuar lendo

1001 grandes álbuns desse mundão (parte 6)

a nod's as good as a wink... to a blind horseEis uma das partes mais old school da saga mil-e-úmica. Neste sexto segmento dos 1001 grandes álbuns desse mundão, botei vários clássicos do rock e suas vertentes, capazes de agradar os saudosos pelos velhos tempos. Continuar lendo

1001 grandes álbuns desse mundão (parte 5)

rolling stones 12 x 5Quando comecei esta empreitada, minha intenção era fugir do pragmatismo das listas corriqueiras. Evitar classificações por gênero ou época. Apenas repartir o todo e pegar 20 discos bacanas por post, sem amarras.

Mas venho passando por período mais regrado na vida, então fiz concessões. Tal qual a parte 4, dedicada exclusivamente a obras brasileiras, aqui na parte 5 dos 1001 grandes álbuns desse mundão também rola uma lógica: um exemplar de cada temporada, de 1956 a 1975. Continuar lendo

1001 grandes álbuns desse mundão (parte 4)

cássia eller violõesPela primeira vez na história desta listona, fiz uma parcial temática. Na parte 4 dos 1001 grandes álbuns desse mundão, influenciado por intensa fase de imersão na música nacional que passei recentemente, decidi botar somente discos brasileiros. Continuar lendo

Grandes álbuns da humanidade brasileira => Gilberto Gil (Gilberto Gil, 1971)

gilberto gil 1971Licença poética é fogo. Quis o cara-lá-de-cima que o melhor LP de Gilberto Gil surgisse justo no exílio do baiano. Gravado e lançado meio à ditadura, o disco homônimo de 1971 mostra um músico bastante influenciado pela efervescente cena blues/rock de Londres, onde vivia na época, deixando os grandes arranjos tropicalistas de lado em prol do minimalismo. Continuar lendo

10 álbuns minimalistas bem legais, focados na simplicidade da voz e violão

violinha

(Crédito: Newmar Peres)

Objetividade é tudo, sobretudo na música. Adotando o lema “less is more”, o It’s not only Rock correu atrás de discos minimalistas, calcados principalmente na voz e no violão dos intérpretes, e elencou os 10 mais legais.

Em certos casos, outros instrumentos aparecem lá ou cá. Mas o lado acústico e simples do bregnáits prevalece.

Confira a lista e dê seus pitacos. A ordem é aleatória: Continuar lendo

5 músicas interessantes (e fora do radar atual) sobre futebol

música e futebolAqui vai uma listinha massa. Pesquisei as internetes da vida e elenquei 5 canções porretas que falam sobre o maravilhoso esporte bretão.

Canções legais demais, que costumam ficar fora dos holofotes monopolizados por Umbabaraúma’s e É uma Partida de Futebol’s da vida.

Ei-las, portanto, em ordem aleatória: Continuar lendo