1001 grandes álbuns desse mundão (parte 15)

joy division unknown pleasuresGosto de reservar a primeira quinta do mês pra postar as novas entranças da listona. Atrasei um pouquinho desta vez. Não ligue. Não foi por mal. Havia apenas outros textos a escrever. Em junho eu volto ao prumo. Quer dizer, vou tentar. Nunca se sabe.

Muito bem. Falemos de música. Agora que me aproximo de 1/3 da tarefa completada, optei por um critério especial. Juntei na parte 15 discos os quais, num passado não tão remoto assim, fiquei horas dias semanas meses escutando. Sem parar mesmo.

A inspiração veio do exemplar da capa. Joy Division nunca foi a minha. Até que, sei lá, o santo bateu e ando ouvindo os caras direto. Sobretudo o Unknown Pleasures, pérola tão influenciadora às bandas de ontem. Hoje. E amanhã. Continuar lendo

Anúncios

10 álbuns minimalistas bem legais, focados na simplicidade da voz e violão (parte 2)

teatro positivo em cores

(Foto: Newmar Peres)

Depois da parte 1, que venha a parte 2!

Eis entonces a segunda leva de discos serelepíssimos, baseados na beleza e intimismo acústicos que o blog tanto gosta: Continuar lendo

Pink Moon (1972) => Nick Drake dispensa banda de apoio e lança o melhor álbum da história do folk

nick drake pink moonNick Drake parecia seguir passos rumo à grandiloquência composicional. Seus arranjos calhavam cada vez mais sofisticados e polidos ao passar do tempo, flertando com o jazz. Mas, no fundo no fundo, não era isso que ele queria.

O britânico preferia simplificar. Continuar lendo