A regra é clara: bordão de Arnaldo Cezar Coelho pode ter surgido em famoso Atletiba dos anos 1960

Arnaldo Cezar Coelho popularizou a frase “a regra é clara” nos tempos de comentarista de arbitragem na Rede Globo. Mas o termo lhe surgiu antes, quando ainda apitava. Em entrevista exclusiva, ele revelou a possibilidade de ter dito o bordão pela primeira vez no vestiário do estádio Durival Britto e Silva, ao fim do emocionante Atletiba que sacramentou o Campeonato Paranaense de 1968.

03.31 - final 68

(Foto: Arquivo/GRPCOM)

Continuar lendo

Anúncios

Paraná Clube, 2000 => Embalado na Copa João Havelange, Tricolor ficou a um gol de eliminar o campeão Vasco nas quartas

parana-clube-2000A incrível campanha do São Caetano não foi a única coisa legal da louca Copa João Havelange.

Vindo da segunda divisão, o Paraná Clube escreveu outro capítulo marotíssimo no Brasileirão de 2000, passando perto de chegar às semifinais. Continuar lendo

Sicupira => o ídolo do Atlético-PR que quase jogou no Coritiba

Sicupira_170114120829Barcímio Sicupira fez história com a camisa 8 rubro-negra. Atuando pelo Atlético-PR entre 1968 e 1975, conquistou o título paranaense de 1970 e tornou-se o maior artilheiro do clube em todos os tempos, com 158 gols. Ah, também foi o goleador-mor nos estaduais de 1970 (20) e 1972 (29).

Apesar da identificação com o pessoal da Baixada, por pouco o rapaz não figurou no escrete de uma certa equipe do Alto da Glória, ainda no juvenil. Continuar lendo

Paraná Clube, anos 90 => Quando os deuses da bola caminhavam sobre a Vila Capanema

paranitoAs constantes lutas do Paraná Clube pra fugir do rebaixamento à Série C costumam desanimar a torcida nos dias de hoje. Mas nem sempre foi assim. Houve um tempo em que o Tricolor prendia e soltava no futebol estadual, figurando bem na elite tupiniquim enquanto Coritiba e Atlético-PR pagavam os pecados. Continuar lendo